7 de jun de 2009

Castlevania Renasce nos Consoles de Mesa


É.

Fãs de Metal Gear Solid conheceram o sentido de ‘nostalgia’ quando Hideo Kojima começou com uma legítima tempestade subliminar em um suposto MGS5. Ano passado, rolaram vídeos na internet de uma franquia nova que a Konami estava produzindo; conhecida apenas como Lords of Shadow. Mostrava um cavaleiro, pra lá de paladino, usando uma corrente em chamas em uma ambientação legítima dos grandes gigantes destes videogames que acabaram de se aposentar (ou evoluir \o/).


Alguns fãs (entre eles, eu) acharam o jogo o máximo – afinal, Castlevania para PS2 e Xbox não são as melhores maravilhas da geração passada e qualquer jogo novo da Konami, que mostre um herói parrudo chicoteando demônios com uma corrente ordinária ao nível de uma Athenas’ Blades, já vale mais do que a pena.

Pois nesta última semana, durante a E3 2009, anuncia-se que Lords of Shadow carrega, antes de tudo, o nome CASTLEVANIA em seu título! Agora... O que Hideo Kojima, este japonês super supimpa, responsável por um dos ícones mais fodões no ramo da espionagem, tem a ver com isso? Ele está na produção do jogo e também dando suporte para a Mercury Steam, o estúdio que está produzindo este novo Castlevania.


Okay, eu senti vontade de vender os rins da minha família e comprar um Playstation3.

O elenco de dublagem não fica para trás: Patrick Stewart (X-Men), Robert Carlyle (Eragon), Jason Isaacs (Harry Potter) e Natasha McElhone (Californication) já são nomes confirmados no teaser do jogo. IGA, o atual diretor da série, responsável pelo sucesso de Castlevania: Order of Ecclesia (Nintendo DS) e o desprezível fracasso absoluto de Castlevania: Judgement (Nintendo Wii) parece não estar na equipe. Ninguém no mundo, em 2009, faz jogos 2D de ação/plataforma melhor do que o IGA e eu, particularmente, prefiro que ele continue no DS e portáteis, fazendo Castlevanias 2D para os videogames de bolso e deixando outras equipes trabalharem nos consoles de mesa.

No pouco revelado da história, entende-se que ela se passa no ‘Fim dos Dias’: talvez, um termo alternativo para a Idade das Trevas. É desconhecido se é um mundo fictício ou se ele segue uma linhagem histórica real; apenas sabe-se que ele não tem ligação ALGUMA com a cronologia de qualquer jogo anterior. É um Castlevania novo. Do zero. Sem Belmonts. Sem Vampire Killer. Especula-se a presença de vampiros no jogo, mas... Sem Vlad, o Empalador. Ou Mathias Cronqvist, o suposto e misterioso Drácula jovem que, de tantos mistérios, acabou transformando a origem do vampiro no universo de Castlevania em uma salada de sangue e morcego.

Enfim... Durante o Fim dos Dias, Gabriel, membro da Irmandade da Luz, teve a esposa tragada pelas forças das Trevas. Nem morta, nem viva, mas com o espírito preso na Escuridão, Gabriel parte em uma jornada infinita para trazer ela de volta. Existe uma máscara, com supostos e misteriosos poderes ocultos. Aparentemente, esta máscara pode tudo... Inclusive, trazer os mortos de volta à vida.



O Personagem


Pessoas que conhecem Metal Gear Solid acharão o rosto de Gabriel muito parecido com o de Solid Snake. Acredito que esta intenção clara de Hideo Kojima seja, de fato, uma das suas ‘piadas ocultas’ em jogos. Como arma de combate, Gabriel possui um crucifixo metálico, com uma ‘humilde’ ponta afiada, demonstrando um exemplo de estaca para ser cravada no coração daqueles que merecem a bênção por meio da Violência de Deus. Ò.ó

A outra ponta deste crucifixo dispara, com pressão, e mostra estar ligada a uma corrente. Com alguns poderes mágicos utilizados pelo personagem, esta corrente se banha em fogo. Alguns movimentos do jogo, certamente, lembrarão Kratos. Fãs mais fechados e conservadores, adoradores do IGA, certamente não vão gostar de um Castlevania absolutamente novo, do mesmo jeito que fãs de Biohazard 3 não gostaram de Biohazard 4. Ainda bem que eu não sou nenhum deles. :’D

O jogo mostra cenários IMENSOS, inimigos IMENSAMENTE GRANDES e muito bem detalhados. Sem mais o que dizer... Assistam:




Um comentário:

  1. Mermão, na boa, traler perfeito, Gabriel relmente é o Solid versão idade média =P Apesar de conhecer muito pouco do Castlevâni; gosto da história dele e os personagens são muito carsismáticos, inclusive os vilões =P

    Parabéns pela matéria Vini *o* Caprixou com certeza ;)

    ResponderExcluir